quarta-feira, 27 de abril de 2011

VEJA AGORA FOTOS EXCLUSIVAS FEITAS PELO BLOG DO ROSIVAN AMARAL NO LOCAL DO ACIDENTE

as imagens a seguir são inapropriadas para menores de 18 anos.










Vítima Alcino aguardando o resgate dos bombeiros











Vítima Maria suja de óleo queimado









Motorista do ônibus da Jardinense, Francisco Monteiro










Vítimas Alcino e Jean aguardando o resgate












Mão da vítima Francisco Cunha de baixo do ônibus











Francisco Cunha na maca, consciente.










Vítimas sendo socorridas no carro do GCT


                                                    








Local do acidente


Um ônibus de placas MYL 1887/RN, pertencente à empresa Jardinense, que deixou Caicó com destino à Natal na tarde desta terça-feira, 26 de abril, por volta das 14 horas e 30 minutos, derrapou no Km 82 da BR-427, e capotou. De acordo com a empresa, havia 25 pessoas no ônibus, sendo 23 pessoas passageiras e dois funcionários da empresa: o motorista e o cobrador identificados como Francisco Monteiro, e Tarcenildo, respectivamente. O acidente ocorrer próximo à comunidade rural Barra da Espingarda, (entre Caicó e Jardim do Seridó).

Dos passageiros, 15 foram socorridos para o hospital regional de Caicó, com ferimentos de médias e graves proporções. Dois passageiros tiveram ferimentos mais graves e passaram por cirurgias.

As vítimas que estavam no interior do ônibus disseram que tudo foi muito rápido. “Eu moro no sítio Quipauá, e não consigo explicar porque de repente o ônibus começou a fazer zig-zag na pista e deitou. Então eu escutei o estouro e depois derrapou por cerca de 20 ou 30 metros na mão contrária. Por milagre de Deus estou vivo”, disse Damião dos Santos Menezes, uma das vítimas.

O motorista Francisco Monteiro disse que a grande quantidade de barro molhado e espalhado na pista foi a causa do acidente. “Um caçambeiro derramou barro na curva e a gente derrapou. Tanto o ônibus, quanto o motorista de outro carro que seguia na nossa frente. Ele quase vira. Parou no acostamento e voltou para chamar o socorro pra gente”, disse.

Entre os passageiros estava à senhora Maria José de Andrade que residente em Natal, mas que veio passar a semana santa no interior. Bastante comovida ela contou que agradece por ter sobrevivido. “Eu agradeço a Deus porque estou viva, meu filho. Só Deus. Só Deus” lembrou.

Outras duas vítimas são dois redeiros, Francisco Antônio da Silva e João Batista de Souza, que moram na cidade de São Bento/PB, seguiam no ônibus com destino à Natal, de onde seguiriam para o Rio Grande do Sul, onde trabalham.

Atendimento

O médico Silvio Santos, que fez o primeiro atendimento aos feridos que chegavam ao Hospital Regional, disse que os duas vítimas foram as mais atingidas no acidente: Alcino Medeiros e José da Cunha. O primeiro sofreu corte na cabeça tendo parte do couro cabeludo arrancado. Foi submetido a uma cirurgia e um sangramento intenso foi contido. Ele está em observação médica. O outro, teve perda de parte dos músculos dos dois braços. Mas até o fechamento dessa edição, os médicos ainda lutavam contra a amputação dos membros.

O agricultor, José da Cunha sofreu grande escoriação nos dois cotovelos. Ao ser atendido na Urgência do Hospital, foi direto para a sala de cirurgia. “Eu não me lembro de nada. Eu estava voltando para meu sítio lá nos Currais Novos. Eu bati com a cabeça no chão”, disse.

As causas do acidente serão investigadas para Polícia Civil de Caicó. A Polícia Rodoviária Federal que esteve no local fez um levantamento técnico e deverá apresentar laudo a autoridade policial.

Quando a informação do acidente chegou ao conhecimento da comunidade, diversas pessoas que tinham carros se deslocaram ao local para prestar ajuda, devido a grande quantidade de pessoas vitimadas. Pessoas em diversos carros particulares prestaram socorro às pessoas que estavam ensangüentadas com dores.

As viaturas do Corpo de Bombeiros, do GTC, Rádio Patrulhas e do 3° Distrito de Polícia Rodoviária Estadual também participaram dos resgates.

Populares prestaram socorro às vítimas do acidente

O acidente que causou tensão entre os familiares dos passageiros da empresa Jardinense ocorreu na saída de uma curva na altura da comunidade Barra da Espingarda. O empresário caicoense Tales Dias, passou pelo local minutos após o ocorrido.

A testemunha afirmou que não houve tempo para visualizar detalhes da situação do ônibus e das outras pessoas que estavam dentro do veículo. Segundo ele, quando parou o carro próximo ao local, era possível ver passageiros saindo do veículo tombado enquanto outros gritavam por socorro. Estilhaços de vidro e óleo diesel estavam espalhados pela rodovia, segundo o empresário.

“Um casal veio correndo ao meu encontro. Um deles estava com uma fratura exposta no braço. Ambos sangravam muito. Eu prestei socorro aos dois e os levei ao hospital de Caicó”, disse.

Ele comentou que a sinalização da rodovia é boa e que, recentemente, passou por um serviço de recapeamento. Suspeita-se que o barro que encobria a pista, caiu dos caminhões que realizam o transporte da matéria-prima para as cerâmicas que fabricam telha e tijolo.

Outro ponto levantado por Tales e que pode ter contribuído para que o acidente ocorresse, é a falta de manutenção nos ônibus da empresa Jardinense. “Os pneus dos ônibus não eram novos. Eu vi”. As vítimas foram socorridas pelas ambulâncias do Corpo de Bombeiros, dos hospitais de Caicó e das cidades vizinhas ao município.

Como a terça-feira é considerada um dia de movimentação tranquila no Hospital Regional, somente dois médicos estavam de plantão – Dr. Belíseo (na UTI) e Dr. Sílvio (na emergência) – quando as primeiras vítimas começaram a chegar ao complexo. Médicos e enfermeiros de outras unidades de saúde e até mesmo os que estavam de folga se dirigiram ao hospital para ajudar no socorro às vítimas.

Acidentes

Em menos de uma semana, esse foi o segundo incidente envolvendo ônibus da empresa. No sábado passado, outro acidente envolveu um ônibus da Viação Jardinense. No momento em que tentava fazer uma manobra para sair da rodoviária de Jardim do Seridó, o motorista perdeu o controle da direção e subiu em uma calçada dentro da cidade. Duas senhoras estavam sentadas em frente à loja “GG Calçados” e por pouco não foram atingidas. O diretor da Viação Jardinense, Tenival Baltazar, foi procurado no escritório da empresa, em Natal, mas não foi encontrado.

Interdição

O trecho da BR onde ocorreu o acidente foi interditado por volta das 18 horas e 30 minutos pela polícia porque houve mais dois acidentes de pequena gravidade após o capotamento do ônibus. O primeiro envolveu um outro ônibus de uma empresa particular que trafegava em direção a Jardim do Seridó e derrapou no mesmo local do ônibus da Jardinense. O veículo não virou. O outro acidente envolveu uma moto. Um soldado lotado no 1° Batalhão de Engenharia de Construção em Caicó conduzia sua moto, uma CG 150 de cor preta e placa NNN-3668/RN, também derrapou, mas o condutor não sofreu ferimentos. Em seguida um dos lados da pista foi interditado.


Redação: Sidney Silva


Fotos: Rosivan Amaral

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário